• Edith Ornellas

Empreendedorismo – Parte 35



Prezada pessoa empreendedora, fique atenta para como anda o mercado dos produtos que você utiliza como matéria-prima, com profundidade.


Se você tem um negócio de alimentos prontos, por exemplo (restaurante, lanchonete, padaria etc.), não se contente em ouvir dos seus fornecedores que o frango aumentou, que o atum não estava bom, que a carne sumiu do mercado, que o café teve problemas na safra, entre outras explicações que se recebe, junto com propostas de produtos substitutos para o seu consumo.


Assim também é no segmento de serviços, quando se culpa a escassez de profissionais capacitados, da alta do dólar para os equipamentos importados ou até para o aumento do piso salarial de algumas categorias sindicais.


De fato, todos esses fatores podem se tornar um baita problema. Porém, há de se convir que a melhor forma de se achar alternativas para os problemas nos negócios, ou melhor, prever esses problemas um pouco antes de acontecerem, é através da informação.


Mesmo que você tenha uma pequena lanchonete com 1 funcionário, mesmo que você trabalhe sozinho consertando aparelhos em residências, mas principalmente para quem está em fase de início ou expansão, se informe sobre tudo o que você vai precisar usar nos seus negócios. Eu disse TUDO mesmo, desde o início da cadeia de produção de um único produto do seu arcabouço de matéria-prima.


Por exemplo: se você utiliza o frango no seu restaurante, procure saber da procedência desse frango, de quais municípios ele vem, quais os fornecedores da ração, quais os componentes dessa ração, se e quais os remédios ele toma, como anda a produção dos vegetais que compõem a ração desse animal, como anda o mercado dos equipamentos de abate, como está o mercado de transporte desses animais, como andam as relações de trabalho no setor, entre outros aspectos que impactam direta ou indiretamente nos preços desse frango.


Esse exercício deve ser diário para o empreendedor, que poderá delegar, mas cobrar assiduidade dessa pesquisa ao responsável. A partir dessa prática, qualquer variação brusca do clima do espaço de plantio dos vegetais da ração do frango, bem como, variação do preço do diesel dos caminhões que transportam a ração ou os frangos, ou ainda algum movimento de greve dos caminhoneiros desse sistema logístico, já acenderá o alerta de cuidado para o empreendedor precavido.


Mas, alerto que nem sempre as turbulências na cadeia produtiva afetarão o preço ao atacadista ou varejista, por exemplo. Porque outras variáveis de incentivo e/ou compensação poderão acontecer por parte da iniciativa pública e/ou privada. Mas isso é assunto para outro texto.


E para ilustrar essa abordagem, segue uma notícia real de O Presente Rural, de 09/06/2021, que poderá interessar aos negócios:

Brasil abateu 1,57 bilhão de cabeças de frangos no 1º tri de 2021

Abate de frangos atingiu patamar recorde da série histórica, iniciada em 1997


No 1º trimestre de 2021, foram abatidos 1,57 bilhão de cabeças de frangos, com aumentos de 3,3% em relação ao mesmo período de 2020 e de 0,7% na comparação com o 4° trimestre de 2020. Com isso, a pesquisa tem novo recorde para a série histórica, iniciada em 1997.

O abate de 50,34 milhões de cabeças de frangos a mais no 1º trimestre de 2021, em relação a igual período do ano anterior foi determinado pelo aumento no abate em 19 das 25 Unidades da Federação que participaram da pesquisa. Entre aquelas com participação acima de 1%, ocorreram aumentos em: Goiás (+16,48 milhões de cabeças), Paraná (+12,06 milhões), São Paulo (+6,56 milhões), Rio Grande do Sul (+6,45 milhões), Mato Grosso do Sul (+3,80 milhões), Minas Gerais (+2,61 milhões), Pernambuco (+1,82 milhão) e Bahia (+1,38 milhão). Em contrapartida, ocorreram quedas em: Santa Catarina (-2,54 milhões), Mato Grosso (-1,16 milhão) e Pará (-928,63 mil).

No ranking das UFs, Paraná ainda lidera amplamente o abate de frangos, com 33,1% da participação nacional, seguido por Rio Grande Sul (13,9%) e Santa Catarina (13,3%).

Fonte: IBGE

https://opresenterural.com.br/brasil-abateu-157-bilhao-de-cabecas-de-frangos-no-1o-tri-de-2021/



#resultado #empreendedorismo #empreendedor #empreender #economia #sociedade #crescimento #educacao #educacaoprofissional #educacaocontinuada #empresas #negocios #técnica #conhecimento #informação


Agradecemos a sua visita!

Fale conosco! E-mail: adm@jpoadvisor.com | Whatsapp: (75) 99294-6743.

Sucesso e prosperidade!!

Equipe JPO Advisor.