• Edith Ornellas

Empreendedorismo Rural


Você já pensou em ir morar em áreas rurais? Não estou falando somente de ter uma vida mais tranquila, com a natureza ao seu redor e a disponibilidade de mais saúde em sua vida. Estou falando de um pacote completo, que envolve trabalhar, estudar e desfrutar das vantagens de estar longe das aglomerações urbanas.


Se você pensar bem, aquela ideia que boa parte das pessoas têm, de que nas áreas urbanas está a civilização e o progresso, contendo melhores oportunidades de trabalho, de emprego e de negócios, pode não corresponder à realidade.


Ao longo dos anos, foi-se construindo uma imagem, até por grandes autores da literatura brasileira, de que a área rural é lugar de gente atrasada, de pessoas que não estudaram, ou porque não tiveram oportunidade ou porque se acomodaram na vida.


Olha, não acredite em tudo que você ouve por aí, tampouco no que estou publicando aqui. Procure saber sobre os avanços tecnológicos no campo, assim como em cidades pequenas. Pesquise sobre como empreender, dentro do que você gosta e do que é capaz de fazer, nas áreas rurais ou em áreas periurbanas de municípios pequenos (entre 10.000 e 40.000 habitantes).


Existem lacunas mercadológicas não preenchidas nesses espaços, que poderão te seduzir a empreender de forma mais tranquila e com menor agressividade da concorrência.


Obviamente, que não estou falando aqui de negócios com faturamentos vultuosos, mas sim, sobre a possibilidade de atender a mercados com custos menores do que os custos das grandes cidades (aluguel, transporte, segurança, mão-de-obra, fiscal, entre outros).


Além disso, existe a possibilidade de atuar na economia solidária também, criando ou se vinculando a cooperativas ou associações, tanto na agricultura familiar, quanto na área comercial, industrial e de serviços, sendo mais um leque de opções a serem pensadas, para empreender.

Como estímulo para as suas reflexões, deixo aqui a seguinte notícia, de 11/05/2021, do Diário da Bahia:

Comercialização de chocolates da agricultura familiar cresce no mercado

Segundo dados do Sebrae, o mercado de chocolates gourmet, fino ou premium, produzidos com amêndoa de cacau de qualidade, vem crescendo até três vezes mais do que o mercado de chocolate tradicional. Nesse cenário, os chocolates da Bahia Cacau, marca da Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba), despontam no mercado.

Hoje, os chocolates Bahia Cacau estão sendo comercializados em 40 municípios baianos e em seis estados brasileiros, em supermercados, padarias, lojas de conveniência e de produtos naturais, restaurantes e plataformas marketplaces especializadas em delivery de alimentos, gerando um faturamento de R$900 mil ao ano para a cooperativa e uma renda mensal de cerca de um salário mínimo para os 104 cooperados.

https://diariobahia.com.br/comercializacao-de-chocolates-da-agricultura-familiar-cresce-no-mercado/


#resultado #empreendedorismo #empreendedor #empreender #economia #sociedade #crescimento #educacao #educacaoprofissional #educacaocontinuada #empresas #negocios #técnica #conhecimento #informação

Agradecemos a sua visita!

Fale conosco! E-mail: adm@jpoadvisor.com | Whatsapp: (75) 99294-6743.

Sucesso e prosperidade!!

Equipe JPO Advisor.